“Achei que Deus vinha nos arrebatar”, diz menino após temporal em Jarinu

Jarinu

 

A noite do domingo (5) vai ficar marcada para Giovani Moreira, 11 anos, que estava na igreja Quadrangular localizada no Jardim Primavera, na cidade de Jarinu.

Isso porque um vendaval, classificado pelas autoridades como tornado, devastou a cidade do interior paulista e fez com que o teto da igreja desabasse.

“Achei que era o fim do mundo, e Deus tinha vindo arrebatar a igreja”, disse o garoto que é filho do pastor. “Achei que ele ia buscar todo mundo”.

Na hora do tornado o pastor Paulo Moreira, 50 anos, pregava para dezenas de pessoas. Era dia de Ceia e no meio da cerimônia as luzes se apagaram.

Com ventos com velocidade de mais de 100 km/h, o telhado da igreja desabou deixando muitos feridos. Uma árvore caiu dentro do salão e os fiéis buscavam se esconder e se manter seguros.

As crianças geralmente ficam em uma sala separada onde assistem as aulas enquanto os adultos participam do culto, mas naquela noite o pastor pediu para que as crianças ficassem no salão principal com seus pais.

“Não fosse isso, elas teriam morrido”, disse o pastor ao jornal Folha de São Paulo. “Socorremos todo mundo nós mesmos, foi uma cena de guerra, um horror”, completa.

A igreja não foi o único imóvel levado pelo tornado, o centro comercial da cidade foi devastado, duas carretas com 10 toneladas foram tombadas pelo vento. Em toda a cidade 50 pessoas ficaram feridas e uma pessoa morreu.

 

Fonte: Gospel Prime

 

logo